Email é para ontem, hoje e amanhã

  • por

As pessoas ainda estão me dizendo que o e-mail é obsoleto, que pode ser substituído pelo Slack, Teams ou Google Chat. Algumas pessoas juram que podem fazer mais com as mensagens instantâneas. Ou, melhor ainda, alguns proclamam (com um brilho estranho nos olhos devido ao anel de luz da webcam) que Zoom, Google Meet ou BlueJean Meetings são o futuro.

Por favor. Já basta. Estávamos usando e-mail na década de 1970 e ainda o usaremos na década de 2070.

Os inimigos do e-mail afirmam que é uma perda de tempo e energia, que suga a vida do dia com incontáveis mensagens pela manhã, ao meio-dia e à noite. Que está sempre os interrompendo. Oh, segure esse pensamento. Acabei de ouvir outro importante “ding!” do Slack. Volto para você depois que terminar de olhar para … (olha para Slack para ver uma nova foto do gato Shaka da minha amiga Esther em uma mesa proibida)…, uhm, o que estávamos decidindo?

Sério – Slack, Chanty, Flock, o que você quiser – todos os programas de groupware de mensagem instantânea (IM) têm uma coisa em comum: eles estão constantemente interrompendo você.

Adivinha? Esse tipo de programa tem aparecido nas telas com mensagens tipo “Preste atenção em mim!” por décadas. Alguns dos primeiros programas que usei foram IMs. Comecei com “talk” em sistemas BSD Unix na década de 1970. Então me graduei para o antecessor do Slack, o Internet Relay Chat (IRC) no final dos anos 1980. E eu ainda estou usando. Por falar nisso, se a Time-Warner tivesse o código aberto do AOL Instant Messenger (AIM), eu provavelmente ainda o estaria usando hoje também.

Um dos grandes mistérios da vida tecnológica hoje é o motivo pelo qual todo mundo pensa que o Slack é a melhor coisa desde o “pão em fatias”. Existem programas de mensagens instantâneas de classe empresarial há uma eternidade e mais um dia; é apenas uma cópia de uma cópia de uma cópia.

Na verdade, o Slack e a geração atual de sistemas de IM compartilham um problema comum. Eles realmente deram um passo para trás. Antigamente, as empresas usavam padrões de IM Internet, como Session Initiation Protocol / SIP Instant Messaging e Presence Leveraging Extensions (SIP / SIMPLE) e Extensible Messaging and Presence Protocol (XMPP) para criar uma língua padronizada de IM, como a família Jabber IM.

Graças a esses padrões, você poderia usar clientes de IM universais, como o Pidgin, para falar com seus colegas de trabalho e parceiros, independentemente do sistema de IM em que estivessem. Hoje, não tenho escolha a não ser ter Slack, IRC, Teams e Google Chat instalados e funcionando ao mesmo tempo.

Os sistemas de mensagens instantâneas (e certamente no ano passado, os aplicativos de videoconferência) são irritantes. Claro, às vezes eles são úteis. Às vezes, você quer ver os rostos dos seus amigos. Mas ficar olhando um para o outro o tempo todo enquanto tentam resolver um problema de negócios ou chegar a uma decisão?

Não é natural.

Agora, considere o e-mail. A menos que você tenha um chefe exigente que espera que você responda a uma mensagem agora mesmo, você pode ignorar o e-mail até que esteja pronto para lidar com ele. E, quando estiver pronto para responder, você pode demorar. Você pode ter certeza de usar as palavras certas. Você pode até mesmo verificar a ortografia e a gramática da sua missiva antes de clicar em enviar.

O e-mail também é universal. Mas não costumava ser. Quando comecei como administrador de e-mail, tive que lutar ao lado de seunome@example.com na grande guerra de formatos de endereço de e-mail RFC-822 vs. X.400. Essas batalhas já passaram e todos sabem agora como enviar um e-mail e ter certeza de que ele chegará ao seu destino.

Você também não precisa se preocupar com uma infinidade de outras questões: Em que fuso horário Joe está? O CEO realmente quer minha mensagem aparecendo na frente de seu nariz? Humm… Acabei de enviar uma mensagem instantânea ao meu supervisor informando que preciso ir ao depósito ou ao bordel? (Na verdade, um amigo meu cometeu aquele último erro espetacular. Não correu bem.)

Sempre haverá um lugar para IM, Slack, Zoom e outros, mas o e-mail não vai embora. Se você precisa de mensagens “rápidas e sujas” para transmitir sua mensagem rapidamente, por favor, continue. Mas para trabalho e reflexão de verdade, o e-mail foi então, é agora e sempre será o melhor caminho a percorrer.

(Tradução livre do post “Email is for yesterday, today, and tomorrow”, de Steven J. Vaughan-Nichols.)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *